quarta-feira, 2 de julho de 2014

Maria de Fátima Bravo - Revelação

Revelada através do Centro de Preparação de Artistas da Emissora Nacional, Maria de Fátima Bravo foi uma das primeiras vedetas da canção portuguesa e uma das suas melhores vozes. O seu nome ficará para sempre associado à canção “Vocês Sabem Lá”, um dos maiores clássicos da canção portuguesa, escrita pela dupla Nóbrega e Sousa e Jerónimo Bragança. Por tal razão, o seu nome, aparentemente, não teria lugar cativo no Bairro do Vinil, pois, conforme já escrevemos antes, o espírito deste espaço é direccionado para artistas menos conhecidos ou então para fases obscuras de artistas mais conhecidos. No entanto, o interesse da canção que hoje damos a conhecer aos nossos ouvintes justifica por completo este texto. Falamos de uma canção inédita, com o nome de “Revelação”. 
Segundo apuramos junto da própria artista, a canção “Revelação” terá sido uma de entre as duas primeiras canções escritas (propositadamente) para a voz de Maria de Fátima Bravo, quando esta ainda se encontrava no Centro de Preparação de Artistas (CPR) por volta de 1957.  Esta canção, tal como a outra (“Algarve de sonho”, que mais tarde seria gravada por António Calvário) foi escrita pelo maestro Joaquim Luís Gomes, com letra de Hernâni Correia e reporta-se, portanto, a uma altura mais recuada de “Vocês sabem lá”, canção com a qual venceria o I Festival RTP da Canção, em 1958.

Maria de Fátima Bravo, por volta de 1958
Sobre a origem do acetato que partilhamos hoje com os nossos leitores, não podemos adiantar qualquer explicação rigorosa que nos permita ter a certeza absoluta sobre quais as circunstâncias que rodearam a sua gravação, tanto mais que o referido acetato é da RTF (Radiodiffusion-Télévision Française).
No entanto, uma de duas hipóteses consideramos como possíveis: A primeira e a mais plausível, prende-se com o facto de, ainda antes de terem gravações comerciais, os alunos mais promissores do CPR actuavam em directo na Emissora (daí resultando a gravação da actuação), ou então gravavam prévios acetatos que mais tarde seriam apresentados nos programas da Emissora na impossibilidade de cantarem em directo. Ora, segundo referiu Maria de Fátima Bravo, terá sido bem provável que após o sucesso de “Vocês sabem lá”, uma dessas suas primeiras gravações tenha sido copiada de um acetato da Emissora Nacional para um acetato da Emissora Francesa, aquando da vinda a Portugal de representantes franceses a um grande espectáculo que ocorreu no Cinema Império onde técnicos e representantes das duas emissoras se encontraram em finais dos anos 50.
Maria de Fátima Bravo em 1961, pouco tempo antes de se retirar da vida artística.
Outra possibilidade que também consideramos plausível é tratar-se (pese embora o estranho label da RTF) de um acetato original da Emissora Nacional mas gravado a partir de um acetato estrangeiro, proveniente de um lote de acetatos comprados ou dispensados de outras estações de rádio, o que não seria facto inédito em Portugal, face aos poucos recursos e meios técnicos existentes à data da gravação.
Seja como for, certo é que a canção em causa, não foi gravada em Paris e remonta a uma data anterior às gravações comerciais de Maria de Fátima Bravo, quando esta ainda não era conhecida pelo grande público. Por esse motivo, consideramos tratar-se esta gravação de uma verdadeira raridade.
Uma nota final para o som da gravação que não se encontra nas melhores condições, devido à ausência de meios técnicos para o efeito e também devido ao estado do acetato, que se encontra algo danificado. Ainda assim foi o melhor que conseguimos fazer.


video


Clique no play para ouvir um excerto da canção

Sem comentários: